Início > Notícias > ASSUFRGS pauta em reunião do CONSUN troca de função e perseguição política a servidores
ASSUFRGS pauta em reunião do CONSUN troca de função e perseguição política a servidores

O Conselho Universitário da UFRGS (CONSUN) se reuniu, no último dia 18. Na reunião, a ASSUFRGS pautou a questão dos dois servidores técnico-administrativos, Pedro Bissigo e Luís Carlos Lima, que foram trocados de função já pela terceira vez seguida, desde que assumiram como delegados sindicais da ASSUFRGS. Além da evidente perseguição política colocando-os à disposição, [...]

O Conselho Universitário da UFRGS (CONSUN) se reuniu, no último dia 18. Na reunião, a ASSUFRGS pautou a questão dos dois servidores técnico-administrativos, Pedro Bissigo e Luís Carlos Lima, que foram trocados de função já pela terceira vez seguida, desde que assumiram como delegados sindicais da ASSUFRGS. Além da evidente perseguição política colocando-os à disposição, os mesmos tem sofrido diversos ataques das chefias como assédio moral público; falta de comunicação e diálogo, ausência de espaço físico para os técnicos da elétrica e etc.

A ASSUFRGS já solicitou reunião diversas vezes com a Proinfra, mas não obteve retorno. O Sindicato também realizou denúncia sobre a situação ao Tribuna Regional do Trabalho. A Coordenadora Bernadete Menezes lembrou, na reunião, da situação dos terceirizados denunciada pela ASSUFRGS, denúncia esta que vem sofrendo represália das chefias do Campus do Vale, por retratar as reais condições de trabalho que perpassam os trabalhadores. “O servidor foi colocado à disposição na Progesp no dia de falecimento da mãe do servidor. Além de ser um caso de perseguição política é um absurdo que administração trate os servidores dessa maneira! Não podemos compactuar também com as duras condições que passam os trabalhadores terceirizados. A terceirização é uma escravidão moderna!”, afirmou Bernadete.

 

Embora a ASSUFRGS tenha frisado a importância de se debater tais questões para superar os problemas, a reitoria evitou o debate. Em resposta às demandas colocadas pelos servidores na reunião do Consun, o reitor Carlos Alexandre Netto disse que ambas estavam fora de pauta, e que não polemizaria o assunto, pois “não é pauta do Conselho Universitário”. A Reitoria da Universidade se comprometeu em resolver a situação dos dois servidores técnico-administrativos “administrativamente”. A Assufrgs vai ficar no aguardo do chamado do reitor para encaminharmos da melhor maneira possível este caso.

Um comentário para "ASSUFRGS pauta em reunião do CONSUN troca de função e perseguição política a servidores"

  1. Luís Carlos Magalhães outubro 23rd, 2013 08:52 am Responder

    Parabéns a coordenação da ASSUFRGS por esta atitude, isso é uma falta de respeito para com os servidores. Há muitos casos de abuso de autoridade por parte das chefias e assédio moral, só que nem todos vem atona como nesse caso.
    Abraço!

Deixe seu comentário

Veja também