Início > Notícias > Deu na Mídia (Sul): Participantes de 36 países começam a chegar para Fórum Palestina Livre
Deu na Mídia (Sul): Participantes de 36 países começam a chegar para Fórum Palestina Livre

Usina do Gasômetro está recebendo participantes do fórum e jornalistas para credenciamento

Samir Oliveira

Aos poucos, Porto Alegre vai se tornando um pouco mais árabe. Sotaques e línguas diferentes já podem ser ouvidos nos arredores da Usina do Gasômetro, que está realizando, nesta quarta-feira (28), o credenciamento de participantes e jornalistas para o Fórum Social Mundial Palestina Livre. O evento inicia hoje e vai até sábado (1), com centenas de atividades autogestionadas ocorrendo pela cidade.

 Em Porto Alegre, ativistas latino-americanos recolhem doações para envio de mantimentos à Faixa de Gaza | Por Bernardo Jardim Ribeiro/Sul21

É na Usina do Gasômetro que estão ocorrendo os primeiros contatos entre pessoas de diversos países que chegam para buscar o credenciamento. No saguão, um grupo de ativistas chilenos recolhe doações para auxiliar no envio de uma flotilha marítima da América Latina à Faixa de Gaza com mantimentos e comida.

Entre esta quarta e quinta-feira (29), Porto Alegre estará recebendo delegações de 36 países para participar do fórum. Serão cerca de 170 atividades e 150 organizações nacionais e internacionais envolvidas. O público esperado é de em torno de 6 mil pessoas.

A abertura oficial do fórum se dará na tarde desta quinta-feira (28), com uma marcha que partirá do Largo Glênio Peres, às 17h – lembrando bastante as tradicionais caminhadas que marcavam o início dos fórum sociais mundiais já realizados em Porto Alegre. O percurso terminará na Usina do Gasômetro, onde ocorrerá o show de abertura, com apresentações musicais.

A espinha dorsal do evento se baseia em seis grandes conferências realizadas no Salão de Festas da UFRGS e no mezanino da Usina do Gasômetro. Paralelamente a essas conferências, ocorrerão centenas de atividades autogestionadas organizadas por coletivos. O ato de encerramento será no sábado, às 16h30, com uma assembleia de movimentos sociais. É nesse momento que deverá ser redigida uma carta com um pronunciamento final sobre o tema.

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também