Início > Notícias > FASUBRA é recebida pelo Ministro da Educação, Aloízio Mercadante
FASUBRA é recebida pelo Ministro da Educação, Aloízio Mercadante

A direção da FASUBRA solicitou oficialmente uma reunião com o Ministério da Educação e foi recebida nessa terça feira. Na pauta em discussão estiveram temas como perseguição a dirigentes sindicais, implementação do acordo de greve e plano nacional de capacitação e qualificação dos TAEs. A reunião iniciou com a direção da FASUBRA denunciando e cobrando [...]

A direção da FASUBRA solicitou oficialmente uma reunião com o Ministério da Educação e foi recebida nessa terça feira. Na pauta em discussão estiveram temas como perseguição a dirigentes sindicais, implementação do acordo de greve e plano nacional de capacitação e qualificação dos TAEs.

A reunião iniciou com a direção da FASUBRA denunciando e cobrando uma postura do MEC contra o sufocamento da democracia nas universidades, pois desde o último período marcado pelas lutas que a FASUBRA e seus sindicatos tem desenvolvido, vários dirigentes sindicais pelo país estão sofrendo retaliações promovidas pelos reitores.

Foi destacado o caso dos companheiros do SINDTEST-PR, que por uma medida autoritária da reitoria da UFPR, tiveram caçadas todas as liberações para o exercício do mandato classista, entre outros casos que envolvem inclusive diretores da FASUBRA. O Ministro da Educação solicitou que a FASUBRA apresente em documento a situação e se comprometeu a estabelecer diálogo com as instituições onde houver conflito, no sentido de reverter tal processo, que atenta contra a ampliação da democracia nas IFES.

O segundo tema abordado foi a implementação do acordo de greve. A direção da FASUBRA explanou sobre a importância do MEC construir uma nota que oriente os órgãos de gestão de pessoas das IFES a implementarem corretamente o acordo de greve, com a fidedignidade do que foi acordado entre federação e o governo. Assim, ficou acordado que em reunião marcada na próxima terça-feira ( 22/01), para em conjunto com a representação da FASUBRA, a equipe do MEC construir uma nota que garanta a aplicabilidade do acordo de maneira uniforme em todas as IFES .

Por último, a direção da FASUBRA cobrou o encaminhamento do desenvolvimento de uma política nacional de capacitação e qualificação dos TAEs, já que durante as reuniões ainda na greve de 2012 foi afirmada pelo ministro da Educação a disposição de avançar nessa demanda da categoria. Dessa forma, conseguimos encaminhar que a próxima reunião da CNSC – Comissão Nacional de Supervisão da Carreira -, que irá acontecer 31 de janeiro, terá como tema central o Plano Nacional de Capacitação e Qualificação dos TAEs.

Na oportunidade, informamos ao Ministro que a Confederação de Trabalhadores das Universidades da América – CONTUA – já firmou convênio de intercâmbio com a AUGM (Associação de Universidades Grupo Montevidéu) para qualificação dos técnico-administrativos em Educação. Os termos do convênio foi repassado para o secretário da SESu.

 Na avaliação do conjunto da direção da FASUBRA, a reunião com o MEC foi positiva e demonstrou que a política e a pauta apresentada pela FASUBRA na discussão tiveram avanços importantes. Isto significa que a categoria precisa ficar em alerta e mobilizada, pois o ano de 2013 se inicia com boas perspectivas e a direção da FASUBRA não medirá esforços para que possamos conquistar vitórias de interesse da categoria.

 DN-FASUBRA.

 Redação: Direção Nacional da Fasubra Sindical

 Fotos: Carla Jurumenha (ASCOM Fasubra) e Letícia Verdi (ASCOM MEC)

 

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também