Início > Notícias > Gaúchos Paulo Paim e Vieira da Cunha são cotados para assumir ministérios
Gaúchos Paulo Paim e Vieira da Cunha são cotados para assumir ministérios

Zero Hora Reforma de Dilma1Enquanto senador do PT pode ir para a Igualdade Racial, pedetista disputa com dois deputados pasta do Trabalho Gaúchos Paulo Paim e Vieira da Cunha são cotados para assumir ministérios Paulo Paim e Vieira da Cunha podem assumir ministerios do governo Dilma Rousseff Após o anúncio do físico e matemático gaúcho [...]

Zero Hora

Reforma de Dilma1Enquanto senador do PT pode ir para a Igualdade Racial, pedetista disputa com dois deputados pasta do Trabalho

Gaúchos Paulo Paim e Vieira da Cunha são cotados para assumir ministérios

Paulo Paim e Vieira da Cunha podem assumir ministerios do governo Dilma Rousseff

Após o anúncio do físico e matemático gaúcho Marco Antonio Raupp no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, outros dois gaúchos estão contados para a Esplanada: o senador Paulo Paim (PT) e o deputado Vieira da Cunha (PDT). O petista pode assumir o Ministério da Igualdade Racial e o pedetista, a pasta do Trabalho.

 A indicação de Paim foi feita na semana passada, quando Lula e Dilma conversaram em São Paulo. A opção é vista com ressalvas, já que o senador foi motivo de dor de cabeça para o Planalto ao defender reajustes maiores para o salário mínimo e para o benefício dos aposentados. Para Lula, essa é justamente uma das razões para levá-lo à Esplanada: eliminar do Senado um foco de pressão por aumento dos gastos.

 No caso de Vieira, o gaúcho disputa com dois nomes. Mas Carlos Lupi, presidente do PDT, veta um deles, Brizola Neto.

 Entenda o troca-troca ministerial

 Formado pela UFRGS, Marco Antonio Raupp é presidente da Agência Espacial Brasileira, foi indicado pelo ex-titular da pasta, Aloizio Mercadante (PT), e comandará um ministério com orçamento de R$ 8,5 bilhões em 2012.

 O estopim da mudança foi a candidatura do petista Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo. Atual ministro da Educação, ele deixará a cadeira para Mercadante para se dedicar integralmente à primeira campanha eleitoral de sua vida.

 De perfil técnico, como queria a presidente, o pesquisador foi convidado por Dilma na sexta-feira passada e se tornará o quinto ministro gaúcho ou com vínculos com o Estado. Os outros são: Alexandre Tombini (Banco Central), Maria do Rosário (Direitos Humanos), Mendes Ribeiro (Agricultura) e Tereza Campello (Desenvolvimento Social).

 — Estou mais do que satisfeito, estou empolgado com os grandes desafios. Mas ainda não sou ministro, só a partir da semana que vem — disse o gaúcho na quarta-feira.

 Saiba mais sobre as possíveis trocas na Esplanada:

 Cidades

Márcio Fortes (PP), presidente da Autoridade Pública Olímpica, pode voltar à pasta que já comandou.

 Cultura

A senadora Marta Suplicy (PT-SP) pode ocupar a cadeira que hoje está com Ana de Hollanda.

 Igualdade Racial

O senador Paulo Paim (PT-RS) foi indicado por Lula para substituir Luiza de Bairros.

 Secretaria para Mulheres

Para substituir Iriny Lopes (PT-ES), candidata em Vitória, é cotada a deputada Inês Pandeló (PT-RJ).

 Trabalho

São contados três deputados federais pedetistas: André Figueiredo (CE), Brizola Neto (RJ) e Vieira da Cunha (RS).

 

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também