Início > Notícias > Seminário com professor da UFSC discutiu o papel da Universidade Brasileira
Seminário com professor da UFSC discutiu o papel da Universidade Brasileira

O assunto é tratado pelo professor em um livro denominado “Crítica à Razão Acadêmica”.

 O economista professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Nildo Ouriques proferiu, nesta terça-feira, dia 24, a palestra “Produtividade Acadêmica, Alienação e Sobrecarga: uma crítica à razão acadêmica”. O assunto é tratado pelo professor em um livro denominado “Crítica à Razão Acadêmica”.

A produtividade no fazer das universidades tem ocupado espaços de debate atualmente em virtude da reivindicação dos professores universitários da revisão de sua carreira docente. Eles cobram a revisão dos conceitos baseados em produção quantitativa de conteúdo. Ouriques trouxe para a reflexão questionamentos sobre a conceituação das revistas científicas brasileiras, preteridas pelas de outros países, e sobre as patentes. Ele apontou que ainda temos pouca tradição universitária no Brasil, onde a atual configurações dessas instituições tem aproximadamente 50 anos.

O pesquisador disse que a produtividade de teses e papers têm esterilizado o debate intelectual nas universidades, resultando no que definiu como Império do Efêmero. Ouriques disse que a universidade brasileira deveria estar mais relacionada com as necessidades do país, como acontece com as mesmas instituições nos EUA e na França, por exemplo.

A atividade contou com a participação de colegas técnico-administrativos e docentes, e ocorreu no Auditório da Faculdade de Economia da UFRGS. Foi uma promoção do comando local de greve dos docentes, com apoio do Sindicato Nacional dos Docentes de Instituições de Ensino Superior (ANDES – SN, seção Porto Alegre) e do Sindicato dos Servidores da UFRGS e da UFCSPA (Assufrgs).

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também