Início > Notícias > 25 de abril – DIA NACIONAL DE LUTA COM PARALISAÇÃO
25 de abril – DIA NACIONAL DE LUTA COM PARALISAÇÃO

Dia Nacional de Luta – 25 de abril (quarta-feira) A Coordenação da ASSUFRGS convida todos os sindicalizados e demais servidores para participar do Dia Nacional de Luta, em conjunto com os Servidores Públicos Federais, 25 de abril (quarta-feira), na FACED, às 9h. Conforme deliberação do XXI CONFASUBRA, da Federação de Sindicatos das Universidades Brasileiras, a [...]

Dia Nacional de Luta – 25 de abril (quarta-feira)

A Coordenação da ASSUFRGS convida todos os sindicalizados e demais servidores para participar do Dia Nacional de Luta, em conjunto com os Servidores Públicos Federais, 25 de abril (quarta-feira), na FACED, às 9h.

Conforme deliberação do XXI CONFASUBRA, da Federação de Sindicatos das Universidades Brasileiras, a ASSUFRGS promoverá no Dia Nacional de Luta, debate com os candidatos e pré-candidatos, conforme publicado na imprensa, com os devidos programas, a reitoria da UFRGS, às 10h.

 

Confirmaram presença:
- Prof. Jairton Drupont;
- Prof. Philippe Olivier Navaux;

Foram convidados:
-Prof. Carlos Alexandre;

______________________________________________________________________________________________

Em Porto Alegre, será realizado um ato público em frente ao prédio da Receita Federal (Chocolatão), às 14h.
O ato é uma continuidade da campanha salarial unificada. Os SPFs vão para as ruas denunciar a política de reajuste zero do governo Dilma, que mantém reserva orçamentária para remunerar os banqueiros, mas penaliza os trabalhadores e o serviço público.
Sob o slogan “Servidor valorizado = serviço público de qualidade”, os servidores tem como pauta unificada:
• Definição de data-base (1º de maio);
• Política salarial permanente, com reposição inflacionária, valorização do salário-base e incorporação das gratificações;
• Cumprimento, por parte do governo, dos acordos de dos protocolos de intenções firmados;
• Contra qualquer reforma que retire direitos dos trabalhadores;
• Retirada de projetos, medidas provisórias e decretos contrários aos interesses dos servidores públicos;
• Paridade e integralidade entre ativos, aposentados e pensionistas;
• Reajuste dos benefícios.

5 comentários para "25 de abril – DIA NACIONAL DE LUTA COM PARALISAÇÃO"

  1. Ana Lúcia abril 23rd, 2012 17:50 pm Responder

    Para conhecimento segue programação do dia 25 abril 2012 dos professores da UFRGS, ou melhor, da ADUFRGS.

    Manifesto da ADUFRGS-Sindical: Muita conversa e pouco resultado

    25 DE ABRIL – DIA NACIONAL DE MOBILIZAÇÃO ADUFRGS-Sindical e PROIFES-Federação
    20/04/2012 16:30

    Os meses de janeiro e fevereiro, em geral, constituem o período de calmaria no cenário político e sindical, porém neste ano de 2012 nos reservaram momentos de tensão e aumento de dificuldades na interlocução com o governo. Muitas oficinas e reuniões foram agendadas para dar andamento às reformas e correções das carreiras do Magistério Superior (MS) e da Educação Básica, Técnica e Tecnológica (EBTT), conforme o acordo firmado entre o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) e o PROIFES e outras entidades sindicais.

    Na data limite, 31 de março, deveríamos ter as propostas de reestruturação das carreiras para serem avaliadas pelos professores em todo o país. No entanto, aconteceu apenas uma oficina em dezembro. Ao mesmo tempo em que o governo anunciava mudanças estruturais no modelo de negociação até então em curso, falecia o principal interlocutor junto ao movimento sindical, o Sr. Duvanier P. Ferreira, secretário de Recursos Humanos do Ministério. As mudanças aconteceram atrasando ainda mais o processo de negociação e um novo cenário se desenhou.

    O Projeto de Lei, que garante os reajustes acordados para março, ainda não foi votado no Congresso Nacional. As correções que deveriam ter sido feitas no Projeto, corrigindo a tabela de vencimentos e retirando o contrabando que alterava os valores da insalubridade ainda não foram feitas. O parecer do ex-relator do PL era favorável às nossas expectativas. Contudo, iniciada a nova legislatura mudaram os presidentes das Comissões e o deputado que havia feito o parecer deixou a Comissão. Novo deputado já nomeado deverá dar curso ao processo. Novas discussões estão em curso para que sejam mantidos os termos já acordados. Não o bastante, entrou em votação e foi aprovado na Câmara e o no Senado o projeto de Lei que instituía o Fundo de Previdência do Servidor Público Federal, alterando as regras da aposentadoria – para nós uma derrota.

    Em fevereiro foi entregue ao governo federal a pauta geral de negociação do Fórum de Entidades Sindicais dos Servidores Públicos Federais que reúne 30 entidades dando início à campanha salarial de 2012. Dentro dela está a criação da data base e da negociação coletiva para os servidores públicos. Este encontro do PROIFES, representado pelo seu presidente professor Eduardo Rolim, e outras 40 entidades com o novo interlocutor do MPOG, Sr. Sérgio Mendonça deu início à retomada das negociações. Mas estamos muito aquém das metas a serem alcançadas neste primeiro semestre e, em especial, em relação à aprovação da lei de reajuste salarial, retroagindo a 1o de março e as correções de distorções ainda existentes na carreira do EBTT.

    O mês de março já passou. O quadro que se apresenta adiante é difícil. Recuperar o tempo perdido e obter sucesso na nossa empreitada requer mobilização. Exigirá de todos nós, professores do MS e da EBTT prontidão para aumentar a pressão em defesa de negociações efetivas.

    25 DE ABRIL – DIA NACIONAL DE MOBILIZAÇÃO
    ADUFRGS-Sindical e PROIFES-Federação

    A HORA É DE MOBILIZAÇÃO E PRESSÃO. Só assim conseguiremos a negociação com resultados positivos.

    25 DE ABRIL – DIA NACIONAL DE MOBILIZAÇÃO
    A ADUFRGS-Sindical PROTESTA contra:

    1) A mudança no cálculo dos adicionais de insalubridade e periculosidade, sem negociação com as entidades representativas dos servidores;
    2) O atraso no reajuste de 4% e incorporação da GEMAS e GEDBT acordados para vigorar a partir de 1º de março de 2012;
    3) O atraso no Grupo de Trabalho de reestruturação da carreira docente, cuja conclusão em 31 de março foi adiada para 31 de maio;
    4) A inclusão nos Projetos de Lei de itens não debatidos e negociados com as entidades representativas dos servidores

    Diretoria da ADUFRGS-Sindical

    Atividades no dia 25/04

    Reuniões para discussão e debates para a definição de AÇÕES PROPOSITIVAS:

    12h30min – Campus do Vale: Instituto de Física – Av. Bento Gonçalves, 9500, Prédio 43135 – 2º andar – (auditório O);

    16h 00min – Campus Central: Faculdade de Direito –Av. João Pessoa, 80 – Sala 1 – 1º andar.

    Fonte: Diretoria da ADUFRGS-Sindical

  2. Ana Lúcia abril 23rd, 2012 17:54 pm Responder

    SINASEFE, sobre o dia 25 abril 2012.

    SINASEFE articula paralisação das bases no dia 25 de abril.DIA NACIONAL DE LUTA PDF Imprimir E-mail
    Qui, 19 de abril de 2012 20:16

    Os trabalhadores (as) do serviço público devem estar atentos diante da gravidade da crise no setor e a desculpa de que seja uma crise financeira mundial, conforme alega o governo, o que tem prejudicado gravemente a população brasileira. A reclamação é generalizada em relação a falta de qualidade na prestação de serviços essenciais e relacionados ao atendimento nas áreas de saúde, educação, segurança, transporte, dentre outros. O excesso de problemas que afetam as pessoas, tem raiz na distorção e na má distribuição do orçamento público.

    OO SINASEFE, em perfeita sintonia com entidades que representam os servidores públicos, considera inadimissível que o governo, mesmo batendo recordes de arrecadação tributária, continue indiferente aos investimentos e melhorias nos serviços prestados à sociedade, e muito menos na valorização dos servidores públicos.

    É extremamente lamentável, que em plena Campanha Salarial 2012 as 31 entidades nacionais que representam os trabalhadores do serviço público encontrem dificuldades para avançar nas negociações com o governo. Sob o discurso de austeridade, a área econômica mantém a reserva orçamentária destinada a remunerar com altas taxas o capítal financeiro, sem se preocupar com as legítimas reivindicações da sociedade. O píor é que ainda tenta jogar a responsabilidade da crise para a imprevisibilidade da situação econômica internacional.

    O SINASEFE conclama as bases para a construção de grandes mobilizações. NÃO PODEMOS FICAR CALADOS DIANTE DE QUEM NÃO CUMPRE NOSSO DIREITOS. Até o momento, o governo vem se mostrando intransigente e dito NÃO às justas demandas apresentadas pelos servidores no sentido de assegurar melhores condições de trabalho, remuneração e consequentemente qualidade no atendimento público.

    Não podemos aceitar que o mesmo governo que entre 2010 e 2012 decretou ZERO de reposição às perdas inflacionárias nos salários dos servidores tenha concedido ao empresariado aproximadamente R$ 155 bilhões em isenção fiscal. Enquanto isso, no mesmo período, retirou das área sociais, mais de R$ 105 bilhões.

    Companheiros, vamos marcar com garra e luta o DIA 25 DE ABRIL ,COM PARALISAÇÃO DE TODAS AS ATIVIDADES, EM SINAL DE PROTESTO contra o descaso do governo no processo de negociação.

    A medida será uma dura resposta dos trabalhadores(as) do setor público que contam com o apoio da população devido a consciência de que a luta é necessária para que o governo respeite não só os trabalhadores, como também toda sociedade civil.

    O SINASEFE orienta as bases para dar um basta nesse descaso, Mais do que nunca é importante reativar os forúns estaduais e federais de unidade entre as categorias de servidores. É hora de ampliar a unidade entre os trabalhadores (as) do executivo, legislativo e judiciário

    VAMOS NOS UNIR; No DIA 25 DE ABRIL, FAÇA A SUA PARTE PARA SUSPENDER AS ATIVIDADES EM TODO PÁIS.

    FAÇA MOBILIZAÇÃO EM SEU LOCAL DE TRABALHO

    REFORÇE ESSA LUTA. VOCÊ QUE PAGA IMPOSTOS, APOIE ESSA LUTA.ELA TAMBÉM É SUA!

    Fonte: http://www.sinasefe.org.br/v3/index.php/noticias/262-sinasefe-articula-paralisacao-das-bases-no-dia-25-de-abrildia-nacional-de-luta

  3. Ana Lúcia abril 24th, 2012 00:27 am Responder

    Pessoal,

    é importantíssimo saber o que as categorias estão planejando para o dia 25 de abril, quarta-feir. Por isso estou postando aqui chamadas de outras federações, sindicato, etc. de outras categorias dos SPFs. Agora segue informação do Sintrajufe.

    Quarta-feira, 25, ato público reúne servidores federais em Porto Alegre
    23/4/2012

    Esta quarta-feira, 25, é Dia Nacional de Lutas dos servidores públicos federais (SPFs). Em Porto Alegre, será realizado um ato público em frente ao prédio da Receita Federal (Chocolatão), às 14h.

    O Sintrajufe/RS participa da organização da atividade, juntamente com outros sindicatos de servidores federais e a CUT. O ato é uma continuidade da campanha salarial unificada. Os SPFs vão para as ruas denunciar a política de reajuste zero do governo Dilma, que mantém reserva orçamentária para remunerar os banqueiros, mas penaliza os trabalhadores e o serviço público.

    Sob o slogan “Servidor valorizado = serviço público de qualidade”, os servidores tem como pauta unificada:

    • Definição de data-base (1º de maio)
    • Política salarial permanente, com reposição inflacionária, valorização do salário-base e incorporação das gratificações
    • Cumprimento, por parte do governo, dos acordos de dos protocolos de intenções firmados
    • Contra qualquer reforma que retire direitos dos trabalhadores
    • Retirada de projetos, medidas provisórias e decretos contrários aos interesses dos servidores públicos
    • Paridade e integralidade entre ativos, aposentados e pensionistas
    • Reajuste dos benefícios

    Fonte: http://sintrajufe.tempsite.ws/novo/noticias/noticias_detalhes_site.asp?CodNoticia=7386&

  4. Ana Lúcia abril 24th, 2012 02:02 am Responder

    Concentração na FACED ou Reitoria? Programação? Teremos debate com candidato(s) e pré-candidato(s) a reitoria da UFRGS?

    Obrigada.

    Um abraço a todos (as).

    Ana

  5. Igor Corrêa Pereira abril 24th, 2012 22:04 pm Responder

    Gente, pelo que conversei, teremos boas mobilizações envolvendo técnicos e docentes em várias universidades, como UFSJ, UFU, UFS, UFAC, UFG, UFPR, UFF, etc.

    No entanto, aqui na UFRGS o nosso sindicato não parece ter procurado os docentes e outras categorias dos SPF’s, sequer mencionando que é uma mobilização convocada por 31 entidades dos SPF’s. Na página da AssufrgS lê-se claramente que trata-se de uma mobilização dos funcionários técnico-administrativos das universidades federais. Bem mais restrito do que a realidade.

    Veja a lista de entidades que está convocando o Ato
    UNIDADE POR UM SERVIÇO PÚBLICO DE QUALIDADE

    ASSIBGE-SN –ANDES-SN – ANFFA-SINDICAL – ASFOC – ASMETRO-SN – CTB – CUT – CONDSEF – CNTSS – CONFELEGIS – CSP-CONLUTAS –FASUBRA – FENALE – FENALEGIS – FENASPS – FENAJUFE – FENASTC – FENAPRF – MOSAP – PROIFES – SINAL – SINAIT – SINAGÊNCIAS –SINTBACEN – SINASEFE – SINDLEGIS –SINDIFISCO NACIONAL –SINPECPF – SINDIRECEITA – SINASEMPU – UNACON-SINDICAL

    Essa é uma mobilização chamada pelos trabalhadores do serviço público federal, não há motivos para esconder isso.

    Não é um preciosismo da minha parte, mas um questionamento pertinente. Porque a AssufrgS não investiu na construção da unidade para este ato? Será um excesso de autoconfiança ou mera desatenção?

    Nas duas hipóteses, persiste o equívoco grosseiro.

Deixe seu comentário

Veja também