Início > Notícias > Ato unifica técnicos, alunos e professores e toma as ruas de Porto Alegre contra a PEC 241
Ato unifica técnicos, alunos e professores e toma as ruas de Porto Alegre contra a PEC 241

Ação foi organizada pela ASSUFRGS em parceria com ANDES-Seção Sindical UFRGS, Sintrajufe-RS e ASSIBGE. Manifestação contou com a presença do movimento estudantil.

Na tarde desta segunda-feira, 24 de outubro, técnico-administrativos, estudantes e docentes da UFRGS, UFCSPA e IFRS realizaram um grande ato contra a PEC 241 e em defesa da educação pública. Também estiveram presentes representantes de diversos sindicatos de servidores e movimentos estudantis, que tomaram as ruas de Porto Alegre.

Comunidade da UFRGS, UFCSPA, IFRS e movimentos estudantil e sindical ocuparam a Borges de Medeiros.

A ação acontece no início de uma semana que é fundamental para o futuro do Brasil. Está prevista a votação em segundo turno na Câmara dos Deputados da PEC 241, conhecida como “a PEC do fim do mundo”. Entre outras coisas, a proposta de emenda constitucional prevê o congelamento dos investimentos em saúde e educação pelos próximos 20 anos, atrelando-os ao montante gasto no ano anterior mais a correção da inflação. A justificativa é que a União não pode gastar mais do que arrecada.

O ponto de encontro do ato em defesa da educação e contra a PEC foi o Campus Central da UFRGS em frente à Faculdade de Educação. No início da atividade estudantes realizaram uma “batucada” para animar o início das concentrações, logo após foi a vez da fala das entidades que estavam presentes no ato. Em seguida o movimento tomou as ruas de Porto Alegre trancando o trânsito e chamando a atenção da população da capital sobre a necessidade de lutar contra as medidas do governo ilegítimo de Michel Temer. Clique aqui para mais informações sobre a PEC 241. 

Ato teve concentração em frente à FACED na UFRGS

A manifestação percorreu as principais avenidas do centro da cidade como Salgado Filho e Borges de Medeiros, culminando em frente ao TRT 4, na Praia de Belas, onde o movimento encontrou os servidores do judiciário que também realizaram ato contra a proposta de emenda constitucional. Durante a caminhada foram entoados cantos de “Fora Temer” e falas pela manutenção da educação pública de qualidade, sobre a união entre docentes, servidores e estudantes, contra o projeto enganoso “escola sem partido” e pela necessidade do envolvimento de toda a população neste momento de medidas de retrocessos. O ato também lembrou o parcelamento de salários do Governo Sartori no Rio Grande do Sul. 

Manifestantes percorrem sentido centro-bairro da Borges de Medeiros

A PEC 241 é apenas a ponta do iceberg. Caso aprovada, a proposta acarretará também na reformas da previdência e trabalhistas, com um futuro alarmante para o país onde a população precisará trabalhar mais para ganhar menos, com indicativos de perda de direitos como adicional noturno, décimo terceiro, férias e benefícios, sem contar um tempo maior de contribuição para poder se aposentar. 

 

Manifestação percorre a Salgado Filho

O próximo passo é a Greve Geral, marcada para o dia 11 de novembro, para pressionar a classe política do país a vetar os retrocessos do Governo Michel Temer. Neste sentido a categoria dos técnico-administrativos da UFRGS, UFCSPA e IFRS realizam Assembléia Geral para discutir a greve, na próxima quarta-feira. Saiba mais.

 Confira a galeria completa de fotos do Grande Ato contra a PEC 241 e em defesa da educação pública:

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também