Início > Notícias > Ex-morador de rua consegue realizar seu sonho de se matricular na UFRGS
Ex-morador de rua consegue realizar seu sonho de se matricular na UFRGS

O ex-morador de rua Geovan de Sousa Araújo, 38 anos, conseguiu realizar um sonho na quarta-feira (4): matriculou-se na Ufrgs (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), no curso de matemática. Ele havia sido impedido de efetuar a matrícula devido à falta de um documento. Araújo não apresentara o comprovante de conclusão do ensino fundamental, [...]

O ex-morador de rua Geovan de Sousa Araújo, 38 anos, conseguiu realizar um sonho na quarta-feira (4): matriculou-se na Ufrgs (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), no curso de matemática. Ele havia sido impedido de efetuar a matrícula devido à falta de um documento. Araújo não apresentara o comprovante de conclusão do ensino fundamental, que é requisito para o ingresso.

Natural do Piauí, ele está em Porto Alegre há dois anos e tentava há 19 anos passar no vestibular de uma faculdade pública. A família de Araújo no Piauí tentou agilizar a emissão da segunda via desse documento, mas não conseguiu.

Mutirão

Ao tomar conhecimento da história de Araújo, o governador do Piauí, Wellington Dias, mobilizou sua equipe para encontrar os documentos necessários para a matrícula na Ufrgs. O governador telefonou, na noite de terça-feira, para o secretário de Educação do PI, Antônio José Medeiros, para que integrantes da pasta encontrassem as certidões do estudante. Dias também ligou para o reitor em exercício da Ufrgs, Rui Vicente Oppemann, assim que recebeu o fax com os documentos e o informou do mutirão feito para encontrar as certidões.

O reitor em exercício agradeceu o empenho da equipe de Dias para matricular o conterrâneo. Depois do mutirão, às 10h30min de quarta (4), foram encaminhados à capital o histórico escolar e as certidões de conclusão dos ensinos fundamental e médio, para que a matrícula não fosse prejudicada.

O estudante mora atualmente em um assentamento do Movimento Nacional de Luta pela Moradia na avenida Padre Cacique, Zona Sul de Porto Alegre. Ele já morou na rua em Belo Horizonte (Minas Gerais) depois de deixar Palmeirais (a 112 quilómetros de Teresina, capital piauense). Araújo prestou vestibular no sistema de cotas na federal gaúcha. Assim como outros nordestinos, ele tenta a vida fora da sua terra natal – o Piauí é um dos Estados mais debilitados economicamente da Federação.

Fonte: O Sul

Veja também