Início > Notícias > Maria Lucia Fattorelli abre palestra de lançamento da Campanha Salarial dos SPF’s
Maria Lucia Fattorelli abre palestra de lançamento da Campanha Salarial dos SPF’s

Menor fatia do orçamento para o serviço público prestado à sociedade

O lançamento da Campanha Salarial dos SPF’s, que teve início com a coletiva de imprensa na parte da manha do dia 22, seguiu, à tarde, com a Palestra da Coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida Maria Lucia Fattorelli.

A palestra foi realizada na Faculdade de Economia da UFRGS,  e contou, na abertura, com as entidades e sindicatos que fazem parte do Fórum Gaúcho dos Servidores Públicos Federais: servidores dos poderes Executivo e Judiciário Federal – SINTRAJUFE-RS; Técnicos-administrativos da UFRGS, UFCSPA e IFRS-PoA- ASSUFRGS; trabalhadores da Saúde, Trabalho, Previdência e ANVISA – SINDISPREV-RS; servidores do Ministério da Fazenda – SINDFAZ; trabalhadores do IBGE – ASSIBGE; e o Sindicato dos Servidores Federais do RS – SINDISERF-RS.

Os diretores e coordenadores dos respectivos sindicatos fizeram uma saudação às demais entidades presentes, e falaram sobre o quadro político que acompanha a construção da Campanha Salarial e o indicativo de greve já tirado por algumas entidades do serviço público federal. “Foi aqui no Rio Grande do Sul, que na greve de 2012, ajudamos a unificar a luta dos trabalhadores. Temos um grande desafio em 2014 nessa construção. Nosso compromisso é com a classe trabalhadora. Os governos devem estar ouvindo as ruas e atender às nossas demandas”, afirmou Marizar Melo, diretor do Sindiserf-RS.

O diretor do Sintrajufe-RS lembrou o quanto é destinado de investimento para pagar as dívidas dos banqueiros e empresários, retirando dos próprios trabalhadores os direitos a melhores condições de vida. “42% é destinado às famílias mais ricas do país, para amortizar os juros da dívida. Em contrapartida, o que recebemos são as terceirizações e privatizações”, disse Cristiano Moreira.

Nesse sentido, a Coordenadora da ASSUFRGS Bernadete Menezes exclamou os desdobramentos das políticas do governo na população. “Pagamos impostos, mas precisamos pagar duas vezes. Imposto para a saúde, mas temos que pagar plano de saúde. Imposto para melhorar as escolas, mas temos que destinar nosso salário a pagar escolas por fora dos serviços do Estado. Cada vez mais está aumentando a desigualdade social. Temos que mudar esse quadro!”, falou Bernadete.

Menor fatia do orçamento para o serviço público prestado à sociedade

Maria Lucia Fattorelli iniciou a palestra lembrando que a Auditoria Cidadã da Dívida é técnica, mas quando colocado seus dados a público, pode se transformar em uma ferramenta de luta social. Maria Lucia explicou que o orçamento para 2014 do governo não prevê reajuste salarial ou investimento no setor público. Ao contrário: segundo os estudos da Auditoria Cidadã da Dívida, em 2014, mais de um trilhão de reais serão destinados ao pagamento da dívida dos empresários e banqueiros, no país. “A desculpa do governo é que estamos em ano de eleições, e por isso só pode reivindicar reajuste até abril. Mas, dinheiro para pagar a dívida tem. Então como não tem para os serviços públicos para a sociedade?”, indagou Maria Lucia.

Maria Lucia Fattorelli, ainda, falou sobre os pacotes de leilões das produções nacionais e de circulação (leilão de libra; Portos e Aeroportos; Ferrovias; Energia) como justificativa para privatizar tais produções e serviços, até então sob administração do Estado. “Para onde estão indo os recursos do orçamento e nosso patrimônio? O povo sente que algo está errado. Foram mais de 100 cidades que foram às ruas em 2013. Precisamos conhecer melhor nosso inimigo para direcionar a luta”, afirmou a Coordenadora.

Experiências da Auditoria da Cidadã da Dívida

A Coordenadora trouxe, também, a experiencia do Equador, que em 2009 anulou 70% da dívida. Segundo ela, a contrapartida foi o aumento de investimento no setor público. “Lutamos pelo maior investimento do Estado em gastos sociais”, afirmou Maria Lucia.

Estados e Municípios montam núcleos da Auditoria

Estados e Municípios tem formado grupos de estudos relativos às dividas estaduais e/ou municipais pelo Brasil. O núcleo de Porto Alegre se reuniu na manhã desta quinta-feira (23), no CPERS, para definir ações para os próximos períodos.

Novo Livro já está disponível

O livro Auditoria Cidadã da Dívida – Experiências e Métodos já está disponível para compra no site do grupo, e conta com a participação de diversos colaboradores no mundo sobre o tema. Em abril, o livro será lançado na Europa.

 

 

Foto: Jimmy Azevedo 

Um comentário para "Maria Lucia Fattorelli abre palestra de lançamento da Campanha Salarial dos SPF’s"

  1. José Messias Bastos janeiro 23rd, 2014 16:17 pm Responder

    Botar o Bloco na RUA: UM TRILHÃO seus vagões vão partir para o bolso dos banqueiros. Dinheiro público do ORÇAMENTO da UNIÃO. Vamos continuar digerindo essa gororoba que nos empurram diariamente guela abaixo. Será que podemos tomar um chá público de IPECACUANHA??? Vamos assumir de vez nosso destino???

Deixe seu comentário

Veja também