Início > Notícias > Servidores da UFRGS e da UFCSPA são impedidos de realizar Grupo de Discussão na Reitoria
Servidores da UFRGS e da UFCSPA são impedidos de realizar Grupo de Discussão na Reitoria

Os servidores da UFRGS e da UFCSPA estiveram reunidos na manhã de hoje, dia 10 de maio, na Reitoria, onde participaram de um café da manhã. A atividade integra o Calendário de Mobilização, aprovados na Assembleia Geral, do dia 09 de maio, que contou com aproximadamente 300 trabalhadores. As atividades fazem parte da Campanha Salarial [...]

Os servidores da UFRGS e da UFCSPA estiveram reunidos na manhã de hoje, dia 10 de maio, na Reitoria, onde participaram de um café da manhã. A atividade integra o Calendário de Mobilização, aprovados na Assembleia Geral, do dia 09 de maio, que contou com aproximadamente 300 trabalhadores.

As atividades fazem parte da Campanha Salarial 2012 e do Calendário de Mobilização dos Servidores Públicos Federais em todo o país.

Até o fechamento da matéria os servidores aguardavam decisão da Administração Central para liberar o espaço para discussão da pauta interna dos serviços que trata sobre: o processo de avaliação, as demandas dos TAEs, a carreira, as relações de trabalho, às 30 horas para todos e a paridade na eleição para reitor.

Foram divididos três grupos nas portas da Reitoria local onde os servidores encontran-se debatendo os assuntos acimas deliberados na  Assembleia Geral realizada, no dia 09 de maio.

37 comentários para "Servidores da UFRGS e da UFCSPA são impedidos de realizar Grupo de Discussão na Reitoria"

  1. Silvia Fernanda Peçanha Martins maio 10th, 2012 17:14 pm Responder

    Que vergonha, onde está a Democracia desta Universidade, pública, gratuita e de excelência.
    Nós, Técnico-Administrativos em Educação Superior não representamos nada para a Universidade, se fazemos paralisação, não podemos adentrar no espaço público que , por direito é de todos, não podemos votar com paridade, pois, nosso voto nada representa.
    Onde está a Democracia? Estamos voltando à Era da Caverna???

  2. Silvio Corrêa - CIS maio 10th, 2012 17:15 pm Responder

    Agora me expliquem como é que tem “colegas” que assinaram uma lista de apoio a reeleição dos professores Alex e Rui alegando os avanços havidos na UFRGS, estes mesmos colegas devem considerar que, ter peso de 15% em uma consulta para Reitor também é avanço, não liberar o saguão para atividades da campanha nacional por melhores salários e condições de trabalho também é avanço. Chega de oportunistas neste movimento, é necessário ter claro o lado de cada um, ou estão do lado do governo e dos “gestores da administração central” ou estão do lado dos servidores técnico-administrativos em educação.

    1. Eugenio, OFS maio 10th, 2012 22:44 pm Responder

      Paz e bem!

      Silvio:

      1 De fato o ponto mais importante
      nestas eleições
      é o da Democracia.
      70, 15, 15 é dose!

      2 Podes me explicar
      como desmontar uma exposição fotográfica
      de um dia para outro?

      2.1 Não importa como fazer isto,
      o que importa é ajudar o Dupont,
      nem que seja desgastando o Reitor.

  3. REJANE maio 10th, 2012 19:35 pm Responder

    Acredito q tenha faltado diálogo p/ q o espaço nos tenha sido disponibilizado. O informado é q estaria ocorrendo um evento c/ o MEC. Portanto se foi na intenção de tumultuar a atividade o objetivo foi alcançado. Tentar forçar as portas como alguns colegas o fizeram c/ os ânimos alterados tbm ñ acho correto. Algumas pessoas tem q entender q ñ existe mais essa coisa d na força e na marra. Isso foi na época dos batalhas medievais hj em dia se vive numa era d diálogos e coerência. Podíamos ter nos reunido em frente a FACED mas se via ali q era uma questão d honra usar o espaço e na realidade venceu o lado mais forte “O Reitor”.

  4. Roberto maio 11th, 2012 00:19 am Responder

    Quem é inteligente vota novamente no Alex e no Rui…Vamos Tirar esse bando de desocupados que só querem mamar nas tetas do governo…Trabalhar mais é o que esse povinho precisa …

    1. Paulo Antoniolli maio 11th, 2012 00:58 am Responder

      Ô Roberto, em casos como esse é que se fica sabwendo do que as pessoas são feitas!
      Você, por acaso, é técnico administrativo e trabalha na Ufrgs ou Ufcspa?
      Só me responda isso!

  5. Silvio Corrêa - CIS maio 11th, 2012 00:57 am Responder

    VOLTO A PEDIR QUE AS PESSOAS TENHAM A DIGNIDADE DE COLOCAR TODO O SEU NOME E O LOCAL DE TRABALHO QUANDO QUISEREM AGREDIR DE FORMA GENÉRICA OU ESPECÍFICA ALGUÉM, OU SERÁ QUE ELAS TEMEM MOSTRAR A CARA, OU PELO MENOS O NOME. Imagino que a Rejane seja a da Faculdade de Veterinária, já o tal Roberto não faço ideia de quem seja.

    Silvio Corrêa – CIS

    1. Aglaé Oliva maio 11th, 2012 17:05 pm Responder

      Roberto deve ser nome fictício de alguém que faz Campanha para a atual administração! eu realmente espero que não seja nenhum colega de trabalho.

    2. Eugenio, OFS maio 11th, 2012 22:54 pm Responder

      Paz e bem!

      Silvio:

      Para postarmos algum comentário aqui
      é necessário informar:
      - Nome.
      - Email.
      - Unidade.

      Como é informado o email não é publicizado
      (o que é correto, pois não queremos ajudar os spamers),
      mas nada impede de informarmos a unidade.

  6. REJANE maio 11th, 2012 01:46 am Responder

    Hahahaha…Roberto…concordo contigo !

    Alex na Reitoria d novo!

  7. luis Martins (aposentado) maio 11th, 2012 02:29 am Responder

    Tu trabalhas onde Roberto?

    1. Eugenio, OFS maio 11th, 2012 13:45 pm Responder

      Paz e bem!

      Chiuquinho:

      Quando passares pelo Centro,
      venha ao meu trabalho,
      pois tenho um presente pra ti.

  8. luis Martins (aposentado) maio 11th, 2012 12:35 pm Responder

    Quem o povinho que precisa trabalhar mais?
    Que bando é esse de desocupados que mamam nas tetas do governo?
    Espero que não sejam os colegas da Reitoria.
    Eu trabalhei anos e anos lá na Reitoria e não conheci nem um desocupado, todos os colegas ganham seus salários como nós e isso não significa mamar em tetas de ninguém.
    Com desrespeito não chegaremos a lugar nenhum.
    Muita calma nessa hora!

  9. Loreci Silva maio 11th, 2012 13:51 pm Responder

    Tem coisa pior do que saber que tu estas numa luta,sabendo que o teu inimigo esta contigo na trincheira? Tem gente nossa levando tapa na cara defendendo o seu salário e desta gentinha que fica só esperado aumento no contra cheque.Mas critica quando algo da errado, sem ter no minimo feito a sua parte na luta.Companheiro como a vida é uma luta diaria, continuamos na luta.

  10. Igor Corrêa Pereira maio 11th, 2012 14:44 pm Responder

    Nossa posição sobre a paridade já foi dita no CONSUN e reafirmada nas eleições do CONSUN. Foi um retrocesso tremendo o processo de retorno aos 70-15-15, e a Reitoria lamentavelmente bancou essa atitude e a reafirmou em entrevista ao jornal Zero Hora.

    Outra coisa foi o episódio de ontem. Colegas. Fui gestão da AssufrgS por dois anos e conheço a Reitoria. Por isso posso afirmar com tranquilidade que se a AssufrgS quisesse teria reservado salas para garantir o debate.

    A luta pela democracia continua, mas tenhamos consistência de argumentos e principalmente saibamos respeitar o que foi acordado em Assembleia. A despeito de toda a confusão, fizemos um debate produtivo na frente da CIS, e espero que a AssufrgS encaminhe a proposta de realizarmos um seminário sobre pauta específica no dia 17 de maio.

    Desta vez com salas reservadas, por favor.

    1. Paulo Antoniolli maio 14th, 2012 00:47 am Responder

      Igor! A quem vc. pretende enganar, hein? O que vc. pensa, DE FATO, a respeito disso tudo? Dos 70/15/15 e todo o resto? De se tentar reunir a categoria, no salão de atos 2, várias vezes, e a reitoria só negar? Você conheceu, DE FATO, a reitoria como coordenador da Assufrgs? Em que circunstâncias? Interessado na categoria? Ou amigo da “realeza”? E, se dessa última possibilidade, não poderia ser como, digamos, … um espião?

      De que adianta vc. vir dizer, aqui, que acha um absurdo os 70/15/15 para, depois da assembleia, conversar animadamente com a tal da Rebeca da progesp, pelega até a medula, a mesma que, como representante dos TAs. no consun, VOTOU A FAVOR DOS 70/15/15 ! A mesma que apoia a candidatura oficial! E porque vc. não diz logo que é simpatizante do Alex e de toda a pelegagem da progesp e da reitoria, que sempre estiveram contra o resto da categoria, heim?

      Diante de tudo que vc. coloca, aqui, e a realidade do que você e mais a turma de pcbistas e petistas praticam e almejam, essas suas declarações soam tão falso como uma nota de três reais.

  11. Marisane maio 11th, 2012 14:48 pm Responder

    Bem, o importante é que com boicote ou não, querendo alguns ou não, o debate foi feito e essa era a atividade combinada, tanto na reunião do conselho como na assembléia de quarta, e foi para isso que vários técnicos vieram, porque iria ocorrer o debate. A Coordenação da Assufrgs tem sim, com antecedência marcar algumas salas no anexo 1, na faced ou em outra unidade qualquer. Não tinha como entrar na reitoria, então tá, mostremos maturidade, dividia-se os grupos e pronto, o que, de certa forma, foi feito. Não havia 300 pessoas, infelizmente, como diz a matéria, mas isso é irrelevante nesse momento. Muitos servidores novos vieram na atividade e vieram para discutir. Apesar do pouco tempo que restou, conseguimos iniciar algumas discussões e ficou combinado que continuaremos no dia 17. Quanto a eleição, também acho um retrocesso não avançarmos dos 70,15,15. Mas, vamos ser sinceros, muitos que também fazem essa critica, irão votar sim no outro candidato e estão até fazendo campanha. Então, não sejam hipócritas!!!!

  12. luis Martins (aposentado) maio 11th, 2012 14:52 pm Responder

    Concordo com o Sílvio.

  13. Ana Lúcia maio 11th, 2012 15:12 pm Responder

    Prezados colegas,

    acredito que críticas construtivas devam ser aceitas como um incentivo a melhorar cada vez mais. Quem está em qualquer representação, desde aquela na Associação do seu bairro até aqui na UFRGS/ASSUFRGS/FASUBRA, vai ser alvo tanto de elogios como críticas. Acredito que muitas vezes, pelo que vejo aqui no site, os comentários vão na linha da crítica/sugestão construtiva e propositiva.

    Devemos, colegas, tentar ler os comentários aqui “desarmados de pré-conceitos” e também, é claro, com os nossos “filtros” sempre ativos.

    Um abraço a todos.

  14. REJANE maio 11th, 2012 17:00 pm Responder

    Silvio Corrêa preciso t informar q ñ sou da Faculdade d Veterinária e sim do Hospital d Veterinária com muito orgulho! Esclareci qlqr dúvida?

  15. REJANE maio 11th, 2012 17:25 pm Responder

    Aninha é verdade…sabes q os comentários contrários as opiniões da situação são sempre discriminados ou então ñ são publicados. Isso já me aconteceu, mas, como tenho opinião própria pouco me interessa se eu agrado ou ñ esse ou aquele. Afinal trabalho há anos na UFRGS e sempre vi esses desmandos. Tenho alguma bagagem pra poder opinar se alguma coisa ñ está me agradando!

  16. Fabiano Porto Rosa maio 11th, 2012 18:03 pm Responder

    Primeiramente, na gestão anterior tínhamos definido que ninguém postaria na página anoninamente, não sei se essa orientação mudou. Nesse caso, essa pretensa liberdade de expressão deixa margem a esses atos característicos de pessoas medíocres e covardes.

    Quanto à consulta (não eleição), já expressei em alguns fóruns (mesmo no CONSUN), a minha contrariedade a proposta elaborada pela Comissão Especial dos 70/15/15. Infelizmente a proposta foi corroborada, inclusive assinada, por técnicos que participaram da Comissão e que votaram na reunião do CONSUN.
    A discussão tem tentado desviar o foco do absurdo que é essa proposta, com uma falsa polaridade entre adesistas e uma frágil oposição. Alguns falsos defensores da democracia, que não vão se furtar de apoiar a atual gestão em troca de boquinha na Reitoria, acusam os oposicionistas de tentar criar um fato político para tentar desestabilizar a candidatura Alex/Rui.
    Com a verdadeira sinceridade que nos é característica, a candidatura Alex/Rui já ganhou a consulta no momento em que foi aprovado os 70/15/15, ou alguém tem dúvida ?!?! Tanto que eles não estão nem aí para o interesse dos técnicos… ou alguém SEM certeza da vitória coloria os nossos colegas vigilantes com armas de descarga elétrica para impedir a entrada na Reitoria ?!?!? Se não pelos votos, pelos menos por civilidade…
    Finalmente, defender o interesse dos técnicos-administrativos não é apoiar cadidatura A ou B, independentes de interesses políticos ou financeiros (que é pior)… Acho que todos deveríamos sim ter ocupado a Reitoria, mas por democracia, igualdade e respeito… dando início a uma grande campanha pelo VOTO NULO !!! Chega de legitimarmos um processo que não nos representa… A palavra de ordem deveria ser CHEGA !!! Chega subserviência, de bajuladores, de acordinhos… CHEGA !!! SOMOS SERVIDORES TÉCNICOS-ADMINISTRATIVOS, TEMOS DIGNIDADE E EXIGIMOS RESPEITO !!! **** VOTE NULO !!! ***

    1. Paulo Antoniolli maio 14th, 2012 00:59 am Responder

      Fabiano, você disse tudo. Seja no tocante à covardia e ladinice de certos colegas; seja ao pretenso “espírito democrático” da maldita farsa que é a “consulta” à comunidade universitária, com as regras espúrias que existem.

      Ora, de que serve a tal polarização entre professores? Já tivemos isso, outras vezes, e nada adiantou. Polarização que acaba numa pizzaria, depois e passado o processo.

      Diante das circunstâncias, que nunca foram a nosso favor e do resto da comunidade universitária, o mais certo, para quem tem DIGNIDADE E DECÊNCIA é o V O T O N U L O !
      É um repúdio à toda sujeira e espertezas que vêm da administração central bem como aos aduladores de plantão, tudo isso representado nessas normas de participação segregacionistas, onde apenas uma categoria, junto com seus “puxa-sacos” querem ter a primazia de tudo.

  17. Ana Lúcia maio 11th, 2012 22:35 pm Responder

    Acrescento ao meu comentário anterior que além de tentarmos evitar “pré-conceitos” e de usarmos um “filtro”, isto é, não me sinto contemplado com o que o colega escreve, ou então, nunca me sinto contemplado com o que fulano X ou Y escreve, não leio, usando termos da “internet”, bloqueio o e-mail do remetente.

    O que deve ser evitado é: mensagens ofensivas (com palavras chulas, p.e.), mal educadas, desrespeitosas, etc. Isso deve ser moderado. Agora a liberdade de expressão, opiniões contrárias, um desabafo de alguém com “cabeça quente”, isso é facilmente resolvido, não leia. Assim não se cria um SPAM, uma discussão ao infinito, algo que não levará a lugar nenhum.

    Sobre o espaço público. Não devemos ver o espaço público como se fosse um espaço sem regras para uso, p.e. O espaço público de que se trata aqui é aquele de uso coletivo sim, sendo em si mesmo o espaço da ação política ou, pelo menos, da possibilidade da ação politica. Mas para que isso ocorra temos que ter bem claro o que é e como usá-lo.

  18. Batista maio 11th, 2012 23:30 pm Responder

    Caros colegas acho que estou vivendo em outro mundo desde quando e normal uma administração fizer de tudo para impedi um ato pacifico e colegas acharem normal e devemos lembra que esta gestão foi à mesma envolvida no tumulto com os estudantes há pouco tempo atrás quanto ao tal Roberto prefiro nem comenta, pois cada um segue seu caminho sendo que para alguns e mais fácil pegar atalhos para se da bem do que segui lutando por um caminho melhor onde todos saiam ganhando e esse caminho somente teremos com união e pessoas como ele tem muito que aprender.

  19. Maribel Nunes maio 14th, 2012 13:35 pm Responder

    Independente de meu voto ser NULO ou NÂO alguém tem duvida de quem será ou continuará sendo REITOR dessa Universidade DEMOCRATICA (70/15/15)???? Mas o que me deixa curiosa mesmo é ver colegas pendurados no pescoço da Administração, será que alguém duvida que esses mesmos colegas que fazem discursos à favor e conforme maré contra nós não serão realocadas para algum setor na reitoria????? È claro que nem todos, mas alguns fica bem evidente.

    1. Paulo A. maio 15th, 2012 13:09 pm Responder

      Maribel, pendurados no pescoço, he, he! Pois sim, você está sendo generosa! Isso por que acho que estão agarrados em outras partes, digamos, mais pudendas da anatomia da administração central.

  20. luis Martins (aposentado) maio 14th, 2012 16:34 pm Responder

    Primeiro: Espero que coloquem este meu comentário, porque o anterior não passou no crivo da coordenação que fala tanto em democracia.
    Segundo: Escuta gente, que história é essa de ficar chingando o colega Igore chamando os colegas de pelegada? Quando não é do lado de vocês da chapa 1, aí pode chingar e ofender? O que aconteceu na Reitoria FOI SIM UMA CONFUSÃO PROVOCADA PELA COORDENAÇÃO DA ASSUFRGS QUE NÃO PROVIDENCIOU SALAS PARA O DEBATE.
    Terceiro: Quem é Paulo Antoniolli na vida? Fiz greve na UFRGS desde 1981 (a primeira greve na UFRGS) e nunca vi este cara participar de nada!
    Quarto: Não é porque as pessoas trabalham na Reitoria que são nossos inimigos, o que é isto?
    Quinto: Ficar brigando por Alex ou Dupont vale a pena?
    Sexto: Se esse Dupont se eleger a UFRGS vai mudar ? onde? como? de que forma?
    Não sejam ridículos, quem é Reitor tem que fazer o papel de Reitor e pronto.
    E por último: A ASSUFRGS SEMPRE SOLICITOU SALAS PARA SEREM USADAS NA UFRGS. AFINAL TEM QUE HAVER RESPEITO , SOMOS PESSOAS CIVILIZADAS E NÃO PODEMOS AGIR COMO ANIMAIS.

    1. Paulo Antoniolli maio 15th, 2012 14:23 pm Responder

      Caro Luis Martins.

      Apresento-me: Paulo Antoniolli, administrador concursado, na Ufrgs desde 1999, redistribuído da extinta Delegacia do Mec, lotado atualmente na Escola de Engenharia.

      Com certza, acho que não fiz tantas greves como você, pois estou há menos tempo que você na Ufrgs. Porém, participei de quase todas nesse meu tempo de Ufrgs, inclusive na do ano passado. Também participei de greve e mobilização na antiga Delegacia do MEC, contra FHC e a sua política de desmonte do serviço público, mesmo estando em estágio probatório. Nesse ínterim, sofri processo administrativo, pois o delegado do MEC na ocasião, um remanescente da antiga Arena, era pessoa de péssima referência no tocante ao trato com o servidor que é militante ou reivindicativo, ou simplesmente, questiona a situação. Também lá existiam, aqueles, que chamo de “pelegos”. Sempre “mamando no saco” do delegado. Não participavam, criticavam quem participava … e, pior, ainda perseguiam colegas de lutas. Alguns dessas pessoas calhordas, infelizmente, também foram redistribuídos para a Ufrgs, com a extinção da referida Delegacia. Desnecessário dizer que nunca os vi nas nossas paralisações. Algumas dessas pessoas conseguiram alguns “carguinhos”, outras, daquele grupelho, estão quietas que nem “criança cagada”. Todavia, também vieram distribuídos bons colegas que, se não participam, não prejudicam o movimento.

      Quanto à pelegada da reitoria, refiro-me à pelegada da reitoria mesmo! ENTENDA: não quero dizer que todos que trabalham na reitoria são pelegos e puxa-sacos. TEM GENTE BOA LÁ. Mas quase ninguém participa, quando se precisa. Dá para contar nos dedos de uma mão os que participam de fato.
      A maioria se omite. Seja por medo da pressão, seja, talvez, por favorecimentos atrelados ao trabalho.
      Agora, quanto aos ditos pelegos, é gente que não só não participa como ainda, sabe-se lá porque, apóia o atual estado de coisas. Detém benesses. Estão “se lixando” para a categoria. Como membros do Consun, votaram a favor dos 70/15/15. E muitas vezes se fazem de bonzinhos. Aparentam ser a favor da categoria, e até, por vezes, alguns deles aparecem nas assembléias. Mas para espionar. Para depois levar para a Progesp o que aconteceu e foi dito em assembléia.
      Outra coisa, Luis: recentemente, em assembléia para definir delegados ao Confasubra, desceu um monte de gente da reitoria, mormente da progesp, inclusive os pelegos, para votar junto com a turma do pc do b e do pt. Dava para notar que teve gente que veio a cabresto. Gente que nunca participou de assembléias e mobilizações, agora vinha para votar junto com a turma do Igor, do Artur, da Tônia, e todo o resto do pessoal do pc do b e do pt. Porque será, hein Luís? O pc do b e o pt junto com pessoal pelego da reitoria?! O que você me diz? Uma colega chegou a brincar: pôxa, só falta vir o Maurício, mais o reitor e o vice.

      Não apoio Alex, nem Dupont, nem o “cacete” que for nessa conjuntura calhorda e excludente dos 70/15/15. Pior: aposentado não pode votar. Por isso tudo sou a favor do VOTO NULO ! É a forma mais coerente de protestar contra esse estado de coisas. Se conseguirmos um percentual alto de votos nulos, a consulta pode ser anulada. E já perguntei como a turma do pc do e pt se posiciona(embora já desconfie). Apenas que expressem, se posicionem! Se fizerem coro com o voto nulo, de coração aberto e verdadeiro, aí sim, acho que tem algo bom aí. Mas que se posicionem! E você Luis, diante de tudo, como se posiciona?

      Para terminar: só aconteceu aquilo que aconteceu na reitoria, que você chama de confusão, porque era com a atual Assufrgs. Estivesse a Assufrgs na mão da progesp e do pc do b e do pt, haveria o incidente? Tendo ou não exposição de quadros? Desde quando se precisa agendar o saguão da reitoria? É espaço público! Por outro lado, quando a Assufrgs requisita o salão de atos 2, tal é continuamente negado.

      Desculpe o longo texto. Todavia, precisava lhe dizer quem sou e do porque disso, da minha indignação com o estado de ciosas nessa Ufrgs. E com certos indivíduos. E também responder seu questionamento a meu respeito, esperando ter sido o mais honesto possível.

      Não lhe conheço pessoalmente. Luís. Talvez de vista. Percebo que é participativo e não se omite. E, mesmo que não compartilhemos algumas opiniões, admiro pessoas assim.

    2. Maribel Nunes maio 15th, 2012 17:29 pm Responder

      1 . Luiz a coordenação não deixa de publicar os comentários dos sócios, apenas procuramos excluir os que são muito ofensivos. À coordenação de Imprensa é democrática sim não posso deixar de defender meus colegas
      2. Quanto a xingar colegas não é de responsabilidade da Chapa 1 ou Chapa 2 acredito que ambas as chapas não compactuamos com isso, mas não podemo impedir que os colegas se expressem em seus comentários mesmo que seja direcionado à alguém ( vc mesmo não fala de democracia)
      3. Concordo com vc quando se refere que nosso ATO foi uma confusão, mas não foi provocado por nós e sim pelo intransigência da REITORIA. Casualmente o mesmo reitor que nos proibiu de utilizar espaços na reitoria é o que nos aperta mão e nos pede voto.
      4. Também concordo que nossos colegas que trabalham na reitoria não são nossos INIMIGOS (os do CONSUN são exemplo disso)
      5. Também concordo com vc quando se refere a ficar brigando pelos elegíveis à Reitor
      6. Mesma pergunta faço sobre Alex, vai mudar ou piorar???
      Espero que tenha de alguma forma contribuído.

  21. Vânia Regina Guimarães maio 15th, 2012 12:06 pm Responder

    Concordo com o Luis Martins.

  22. Marisane maio 15th, 2012 18:18 pm Responder

    Também concordo em gênero, número e grau com o Luis Martins! Paulo Antoniolli sempre revoltado, o que mais adora fazer é chamar os outros de pelegos. Se pensam igualzinho a ele, são bons, se não, é pelego, puxa-saco, etc… etc… te liga, ninguém mais aguenta esses discursinhos vazios.

  23. Gerardo Oliveira maio 15th, 2012 21:58 pm Responder

    Sempre leio as notícia e os comentario do site para me informar as vezes fico apavorado com a fauta de educação e xingamentos. Acho que não pode ser desse geito a pessoa tem que converçar e não fica chingando os outro. Esse tal de Paulo é um que trabalho no biociencia e não deu certo ele sempre tem razão em tudo mais nunca vi ele em nem uma chapa acho isso isquisito porque acho que nimguen convida ele.

    1. Paulo Antoniolli maio 21st, 2012 18:57 pm Responder

      Olha, Gerardo.
      - nunca trabalhei no Biociencias. Talvez você se refira a um outro Paulo.
      - já me convidaram para participar de chapa. Eu é que não quis, pois detesto essa tal de proporcionalidade de representação. Só estorva e não acrescenta nada, administrativamente.
      Tá certo?!

  24. luis Martins (aposentado) maio 15th, 2012 23:13 pm Responder

    Maribel, não é verdade o que a coordenação exclui somente os textos ofensivos, os meus que não foram publicados realmente não eram ofensivos, tem coisa bem ofensiva publicado. Mas…..

    Quero responder exclusivamente ao colega Paulo Antoniolli:
    Gostaria que você procurasse se inteirar da história do nosso sindicato, onde os colegas filiados ou simpatizantes do PT e do PC do B ,tiveram um papel fundamental na construção do mesmo, nas lutas e nas conquistas para a nossa categoria.
    Tranformamos uma associação pequena e “pelega” desacreditada e devendo na praça, em um mega sindicato com um patrimônio invejável e uma muito boa arrecadação mensal.Conquistamos a credibilidade da categoria local e nacional. Em 1984, juntamente com vários companheiros também transformamos a Fasubra, que passou a ter uma postura de luta sindical, que até então também era considerada “entidade pelega”. Participamos de forma ativa de todas as eleições nesta Universidade, inclusive para reitor, sempre de forma crítica e, NUNCA ACEITAMOS os famosos 70-15-15. E também já fizemos campanha pelo voto nulo. Inclusive com canditados técnicos para diretores e vice-diretores de Faculdades. Mas, tudo isto de forma organizada, e sempre levando para a categoria a discussão e a deliberação desses assuntos. O que hoje a atual coordenação não faz.
    Portanto limpe a bouca quando se referir aqueles que tem história nesta universidade, e mude a sua forma de agir, pense e reflita antes de julgar e procure conhecer as pessoas primeiro. E posso te dizer: O TEU INIMIGO NÃO ESTÁ ENTRE NÓS!

    1. Paulo Antoniolli maio 17th, 2012 12:36 pm Responder

      Certo, Luis.

      Na nossa luta, têm muitos aposentados que participam e dão exemplo aos mais novos que chegam. Muitas vezes chegam a levar sozinhos, nas suas costas, o movimento.
      Então, vai daí que respeito a todos que construíram a Assufrgs e a Fasubra, que fizeram essas entidades serem consideradas como bastiões das lutas dos trabalhadores. Todavia, O PROBLEMA É AGORA! Não se sabe com quem se pode contar de fato! Porque não se posicionam! Falam muito. E nisso são bons. Quanto a ajudar a categoria, … a gente pede que digam ao lado de quem estão … e só vem palavras evasivas.
      Assim como no tempo de 1984, que vocês ajudaram a Fasubra a deixar de ser uma entidade pelega, como você mesmo falou, agora, corremos o mesmo risco. Não há posicionamento contra o governo Dil-MÁ, porque seus partidos e correntes parece que o apóiam. E essa atual reitoria este metida nisso também. São governistas, embora não o declarem. Fazem jogo de cena.

      E como fica a categoria? Nossos vencimentos não só não tem um reajuste digno, como paira sobre nós o PL 549, as privatizações, os serviços terceirizados, as avaliações de desempenho metidas goela abaixo e não temos data base. E os 70/15/15 foram sacramentados com ajuda de votos a favor dessa excrecência, de colegas pelegos da reitoria! Sim, senhor, foram.

      E tem mais: distribuição de carguinhos e funções gratificadas e CDs para os seus apaniguados. Pior: existe ainda os PF (por fora) em forma de bolsas, que não se sabe quantas são distribuídas, cooptando nossos colegas para que não participem das lutas. E agora, cara-pálida?
      De outra parte, nem você, nem a turma do pc do b e pt se posicionaram ainda. Embora se desconfie do por que disso.
      Então, não é preciso limpar a “bouca”. Penso que ninguém a tem suja.
      Precisa-se, apenas, de honestidade e posicionamento, nessas horas. Para o bem de toda a categoria.

  25. Igor Corrêa Pereira maio 16th, 2012 12:25 pm Responder

    Reitero o que disse no comentário anterior postado na matéria “UFRGS de Portas abertas?”.

    O centro da discussão dessas eleições é a democracia.

    Façamos uma campanha permanente de conscientização dos colegas e da comunidade acadêmica a respeito do tema.

    Não vamos tapar o sol com a peneira; sabemos que vários colegas não concordam com a paridade, muitos acham que o servidor tem que ter mais peso que estudante por exemplo.

    Mas a discussão sobre democracia não está só neste tema, está na participação dos técnicos nas Comissões. Os TAs não podem participar de COMGRADs, nem da câmara de pesquisa, nem o diretor de Biblioteca, que é técnico, não tem assento no CONSUN.

    Então democracia é uma discussão ampla, que tem que ser encarada com seriedade. Os técnicos precisam participar e ser valorizados, com igual voz e peso, nos processos de pesquisa, ensino e extensão. Por que não? Quem disse que não podemos?

    O processo de implantação das ações afirmativas pode e deve ser melhor acompanhado e apropriado pelos técnicos, isso também tem a ver com democracia, porque implica empoderamento dos TAs nas unidades de ensino, e os docentes tem resistência em ceder esse espaço. Temos que conquistá-lo então! Nada será doado por bondade.

    Esses são debates e temas que me movem e motivam, e não discussões/ bate-bocas estéreis. Acredito que a maior parte da categoria também pensa assim.

Deixe seu comentário

Veja também